51º Dia – La Paz (Igreja e Museu São Francisco-Museu Costumbrista-Museu de Metales Preciosos-Museu Murillo-Museu da Coca)

Tínhamos o dia livre, sem passeios pré-agendados, portanto tomamos café calmamente e somente saímos do hotel após às 9:30.

Passamos no Museu da Coca inicialmente, mas ainda estava fechado. Então, seguimos até a Igreja São Francisco. É uma igreja que impressiona pela arquitetura e pela quantidade de ouro folhado no altar e em pequenos altares nas laterais também. A igreja foi construída em 1549 e destruída por uma nevasca em 1610, reconstruída entre 1744 e 1753,  mantém esta configuração até hoje. Infelizmente, fotografias não são permitidas dentro da igreja. Ao lado da igreja funciona o Museu Franciscano. Fizemos um tour guiado muito bom, onde pudemos ver quadros enormes pintados por índios, montagem de um quarto de como viviam os franciscanos antigamente, além de objetos cerimoniais antigos. Novamente não podemos tirar fotos internas, somente fotos externas.

Igreja São Francisco
Torre dos sinos
Bonitos sinos, mas não mais usados
Escadaria estreita e baixinha
Vista interna do pátio
Jardim no segundo andar

Na sequência, fomos na calle Jaen, onde concentram-se 4 museus, sendo que um estava fechado.

Vista da Calle Jaen

Iniciamos pelo Museu Costumbrista que possui uma coleção de aparelhos de telecomunicação antigos. Conhecíamos muitos. Nos sentimos já peças de museu. Hahaha! Neste mesmo museu, havia uma coleção de fotos antigas, mostrando “cholas” (mulheres indígenas características de alguns países como Bolívia e Peru) em dias festivos. Outra parte do museu conta a história de La Paz através de miniaturas. Não pudemos tirar fotos do segundo andar.

Museu Costumbrista – aparelhos de telecomunicação

Paramos para um café e seguimos para o Museu de Metales Preciosos, também conhecido como Museu del Oro. Em realidade, este museu tem peças em ouro e prata, mas é bem pequeno e a coleção é reduzida.

Museu de Metales Preciosos

Quase em frente, situa-se o Museu Murillo. A antiga casa do líder da revolução da independência em La Paz no ano de 1809, que contém mobílias antigas, peças em cerâmica e madeira,  peças fabris e uma coleção de pinturas.

Museu Murillo – vista do pátio interno

Continuamos caminhando pelas ruas centrais. Vale ressaltar que, de acordo com as informações que tínhamos, além de algumas pessoas, como a recepcionista do hotel ou as pessoas das agências de passeios, deve-se ter muito cuidado com os objetos pessoais ao andar por La Paz, pois furtos são frequentes.

A este ponto, a fome já estava batendo. Decidimos experimentar a culinária israelita do Restaurante Narguila (Illampu, 750). O restaurante é super simples e, em realidade, não possui culinária exclusivamente israelita. De qualquer forma, optamos por 2 pratos israelitas que gostamos bastante.

Na parte da tarde, ainda visitamos a cripta da igreja São Francisco que tem um horário reduzido de funcionamento das 12:00 às 14:30. Nada de especial.

Passamos também pelas várias lojinhas de artesanato na rua Sarganaga. Voltamos ao Museu da Coca (Linares, 906). Esperávamos mais. O museu tem muita informação num lugar minúsculo que há tempos precisaria de uma reforma.

Museu da Coca

Depois de todas estas andanças pela cidade, ficamos umas 2 horas numa lan house, atualizando os backups de fotos. De todos os lugares que visitamos, a Bolívia parece ter a internet mais lenta.

Dormimos mais cedo, pois teríamos que viajar para Copacabana no dia seguinte.

2 comentários em “51º Dia – La Paz (Igreja e Museu São Francisco-Museu Costumbrista-Museu de Metales Preciosos-Museu Murillo-Museu da Coca)”

  1. Olá! Adorei os vossos post! Que viagem linda que deve ter sido… Desculpem incomodar, mas gostaria de saber se poderia usar, por favor, a vossa fotografia do museu da Coca para um trabalho em investigação farmacêutica… Preciso de usar fotografias livres de direitos de autor, e era mesmo uma assim que procurava. Ficaria muito grata se me pudessem ajudar 🙂
    Cumprimentos e votos de um bom dia!
    Paula Ribeiro

  2. Claudio e Sandra

    Olá Paula, realmente foi uma viagem maravilhosa e inesquecível. Sim, você pode usar a foto.
    Um grande abraço.
    Claudio e Sandra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *